Fio terra é a proteção de seu equipamento

Por melhor que seja o seu no-break, você não estará 100% protegido contra raios e descargas elétricas. A melhor forma de proteção para esses fenômenos é o aterramento da rede elétrica que vai ser utilizada para seu computador e tudo mais que o acompanha. O fio-terra é algo que não faz parte da estranha realidade do brasileiro, a despeito de ser algo fundamental para a proteção de qualquer aparelho que se ligue na tomada.

Um aterramento feito corretamente vai permitir que a descarga elétrica tenha um ponto de escape, a terra. Afinal, é a diferença de potencial elétrico e entre o solo e as nuvens que atrai os elétrons para o chão. Se uma tomada não tiver aterrada, a energia que iria para a terra irá diretamente para o equipamento eletrônico conectado à tomada.

Não basta apenas ter a rede elétrica aterrada. Seu computador, impressora e tudo mais também têm que ter um fio-terra. É exatamente para isso que serve o conector de três pinos. Por isso, não tire o terceiro pino que vem na ponta do fio de força de seu aparelho; é ele que permitirá o seu aterramento e evitará que seu micro toste na primeira trovoada.

Ao contrário do que muitos pensam, aterrar uma rede de energia não significa ligar o fio-terra num pedaço de metal qualquer, e muito menos enterrar o fio na terra. Na verdade, um aterramento malfeito é mais perigoso do que não tê-lo. Para realizar um aterramento decente, você vai precisar de um eletricista competente e que entenda desse assunto, pois, acredite, muitos profissionais apenas acham que sabem o que é aterrar a rede elétrica.

Veja abaixo algumas dicas que vão permitir identificar quando um aterramento foi bem executado:

1. As normas de projeto atuais exigem que as caixas de luz de prédios e residências sejam aterradas. No entanto, esse aterramento não pode ser o mesmo das tomadas da residência ou escritório.

2. O aterramento das tomadas exige que o fio-terra esteja conectado a uma barra de cobre de três metros, fincada completamente dentro do solo.

3. O local onde a barra de cobre estiver enterrada deverá ter um raio de três metros de solo para permitir a descarga de eletricidade. Não é recomendado que ela se encontre num barranco.

4. Do nível do solo até o começo da barra, deve haver um pequeno buraco com cerca de 60 cm3. Essa é a chamada caixa de inspeção.

5. O solo deve, de preferência, ser tratado com sal grosso, carvão e gel de aterramento, para melhorar sua condutividade.

Grato pela Leitura.

voltar