ANTENA COLINEAR DE CABO COAXIAL
"antena de cabo"


Por: Carlos Roberto Paoli, PY2FFZ
py2ffz@amsat.org

A antena aqui apresentada é ideal para frequências altas, já que em frequências mais baixas seu tamanho ficaria inviável, um empilhamento com 5 x 1/2 para 146 MHz terá um comprimento aproximado de 3.80 m e com ganho próximo a 6 dBi, o ganho pode ser aumentado acrescentado um numero maior de seções de 1/2 onda.
-----
A antena devera ser alojada em um tubo de fibra de vidro ou PVC para protege-la das intempéries.
-----
Tubos em fibra de vidro são em geral encontrados na forma de vara de pescar telescópica e geralmente são vendidas por camelos por um bom preço.
Se usar PVC, procure usar os de cor branca que são mais rígidos.
Cuidado com tubos de PVC para água quente, eles tem metal na sua composição.
-----

P
ara frequências mais altas é recomendado a retirada da malha e em seu lugar usar tubo de latão com diâmetro de 3/8" e parede de 1 mm (o dielétrico do cabo deve ficar bem justo no tubo de latão), desta forma obtemos maior precisão no corte dos elementos.

 



Figura 2



Figura 1
Detalhe da seções de 1/2 e 1/4 de onda



I
nicialmente corta-se um pedaço de cabo coaxial RG213 (não usar cabo celular) com uns 5 centímetros a mais do valor obtido na formula abaixo. O próximo passo é cortar o cabo para que ele fique como as medidas mostradas na Figura 1.

C
om as partes de 1/2 onda e a parte com 1/4 de onda prontas estanhe as extremidades como pode se ver na foto 1. Junte as partes como visto na foto 1, depois de feito isto a antena devera ter o aspecto do desenho mostrado na figura 2.


Foto 1



Fórmula:
75/fø x 0.66  = 1/4 de onda.
150/fø x 0.66 = 1/2 onda.
Onde fø = frequência de trabalho.
0.66 = fator de velocidade do cabo coaxial RG213.

Ou use o calculo on-line abaixo:    
Freqüência

MHz
Fator de velocidade do cabo

Obs.: Para cabos RG-213 e RG-58 use 0.66 e para RGC-213 e RGC-58 use 0.82
     
Comprimento da secção de 1/2 onda =

centímetros. Cortar cerca de 2.5 cm a mais para preparar as pontas.
 Comprimento da secção de 1/4 onda =

centímetros. Cortar cerca de 2.5 cm a mais para preparar as pontas.

 


A "antena de cabo" tem um custo muito baixo e o material usado na sua confecção pode ser encontrado em qualquer loja de material para  construção. Ela ainda permite outras variações na maneira de sustenta-la, fica tudo por conta da criatividade e do material disponível pelo montador.

Tenho usado este tipo de antena a muitos anos, sempre com ótimos resultados, levando-se em conta que meu QTH esta em um "buraco", aqui é muito baixo e cercado por prédios e morros.

Espero que esta pequena discrição possa ser útil para aqueles que gostam de fazer suas próprias antenas e ter o prazer de usar algo feito com seus próprios punhos.

73, Carlos - PY2FFZ.
Maço de 2006


Referencias:

[1]
ARRL Antenna Book - 13th Edition - 1974
A Collinear-Coaxial Array.

[2] 73 Amateur Radio Magazine - March 1975
Chuck Spurgeon, W5GDQ
An Honest 6 dB on 450 MHz

[3] 73 Amateur Radio Magazine - May 1982
Mike Collis, WA6SVT
Omni Gain: A Collinear Coax Come Alive for 70 and 23 cm.

[4] 73 Amateur Radio Magazine - August 1990
Mike Collis, WA6SVT
Omni Gain Vertical Collinear For VHF and UHF Coax Come Alive II.

[5] AREP Express.
Antena colinear para UHF
Fabio Poli, PY2LY.